Queda, umectação e vitaminas

Neste post, trazemos maiores informações sobre a relação entre estes três fatores e o que fazer para que o cabelo volte a crescer.

0

Olá, meninas! Quem nos acompanha Tudo sobre cabelos  conhece a frequência com que tratamos do tema queda capilar, não é verdade? E não é para menos! O assunto atinge a maioria das mulheres e ainda levanta muitas dúvidas!

Pontas duplas1

No post de hoje, vamos tratar da relação entre queda e umectação, além de dicas sobre o que fazer quando as vitaminas não fazem efeito sobre o crescimento capilar.

Para começo de conversa, a queda capilar é normal, pois, faz parte do ciclo vital dos cabelos.

No enquanto, quando a quantidade de fios perdidos passa de cem por dia, chegando a fazer bolos na mão, a situação é mais séria, principalmente quando se nota falhas na cabeça.

As causas são diversas, como problemas na tireoide, inflamação no couro cabeludo, uso de medicamentos, excesso de química, tabagismo, forte tração nos cabelos por meio de penteados, anemia, estresse, problemas hormonais, clima, gravidez, pós-parto, má alimentação, falta de nutrientes e calor excessivo (água quente, secador e chapinha).

Queda e umectação: qual a relação?

A umectação com óleo vegetal é um dos nossos tratamentos favoritos por trazer reposição de nutrientes, além de devolver o brilho natural dos cabelos. Mas, há quem note um leve aumento da queda capilar após a aplicação do óleo. Por que isso acontece?

E possível evitar a queda de cabelo

A umectação consiste na aplicação do óleo vegetal no couro cabeludo, por meio de massagens em movimentos circulares, cujo objetivo é ativar a circulação sanguínea da região.

É nesse procedimento que algumas meninas notam a perda de alguns fios, o que é mais notável em quem já tem o problema de queda capilar.

A verdade é que os cabelos que saem na sua mão são aqueles que já estavam prestes a cair, pois, já passaram da etapa do desprendimento do bulbo capilar e só estavam fixos na cabeça por meio do couro cabeludo. Ou seja, estavam em uma espécie de “fase de repouso”, a espera de alguma tração para poder se soltar.

Então, se for este o seu caso, não se desespere ao ver que, durante a umectação, lavagem ou ao pentear os cabelos, notar o desprendimento dos fios e associe ao óleo, achando que sua aplicação está prejudicando os seus cabelos ao invés de ajudando. A umectação não provoca a queda, pelo contrário, pode trazer inúmeros benefícios para os seus fios.

Por meio deste tratamento, você fechará a cutícula capilar, dando mais brilho, além de nutrir os fios e o couro cabeludo, controlar a oleosidade e, inclusive, combater a queda dependendo do tipo de óleo que usar, como o de alecrim e rícino.

O poder das vitaminas

As vitaminas funcionam como suplementos que atuam em prol da melhoria dos cabelos, pele e unhas ao repor nutrientes perdidos.No caso da pele, age contra o envelhecimento, enquanto nas unhas, trazem fortalecimento e restauração. Já nos cabelos, alguns compostos podem auxiliar no tratamento contra a queda capilar, os quais listamos abaixo:

  1. Biotina

Fortalece os cabelos e combate a queda, além de deixa os fios mais encorpados. É um dos mais baratos encontrados no mercado, oferecendo excelente relação custo-benefício.

Biotina

  1. Pantogar

Composto por diversas vitaminas responsáveis pelo fortalecimento dos fios, o que reduz a queda, promove o crescimento e, de quebra, retarda o aparecimento dos cabelos brancos precoces.

Além disso, você também nota melhoras nas unhas, devido à presença da queratina em sua fórmula. A única desvantagem é o preço, um pouco mais alto do que outros compostos utilizados contra a queda capilar.

Pantogar

  1. Imecap Hair

muito indicado contra a queda capilar. Alguns usuários relatam efeitos adversos, como excesso de sono. Por isso, apesar do valor acessível, é interessante consultar um médico antes de começar a tomar.

Ao adquirir produtos para combater a queda, atente-se à formulação, dando preferência para aqueles que contenham biotina, colágeno e queratina. A prescrição deve ser feita por um médico que orientará quanto ao tempo de tratamento (que, normalmente, é por ciclos de seis meses). Além disso, é ele quem verificará as possibilidades de efeitos adversos ou aplicação em crianças, gestantes e lactantes.

Imecap Hair

Estou tomando vitaminas e ainda sinto meus cabelos caírem

A queda capilar é resultado de uma série de fatores e as vitaminas são fortes aliadas combate a este problema. No entanto, algumas pessoas notam que, apesar de fazerem o uso regular de medicamentos, a queda ainda persiste.

Queda de cabelo - Tratamento

O primeiro passo é verificar se está seguindo o tempo indicado para o consumo das vitaminas. Normalmente, o medicamento deve ser ministrado por seis meses, dando intervalo de trinta dias antes de recomeçar o ciclo.

Os efeitos são sentidos a partir do terceiro mês de uso, desde que seguindo as orientações. Por isso, espere o tempo indicado, sem desistir antes dos efeitos aparecerem.

Porém, as vitaminas, sozinhas, não fazem milagre. Cuide de sua alimentação durante e depois do tratamento contra a queda, consumindo alimentos ricos em selênio (pão francês, gema de ovo, farinha de trigo e castanha do Pará) e proteínas (leite, ovos, mel, queijos e carnes).

Se, mesmo seguindo as orientações do medicamento e adotando uma dieta saudável sentir que a queda persiste, procure um médico, de preferência, o tricologista. Este profissional é especialista na saúde dos cabelos e couro cabeludo e vai identificar qual o problema, agindo nas medidas corretas para solucioná-lo.

Então, é isso, meninas! Esperamos ter complementado as informações sobre queda capilar! E vocês, já usaram algum desses medicamentos? Trouxe resultados? Contem pra nós um pouco de sua experiência!

Beijos e até a próxima!

você pode gostar também
Deixe um comentário

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More