Gravidez e cabelos

No post de hoje, traremos informações sobre os cuidados com os cabelos durante a gestação, incluindo quedas e tinturas.

0

Olá, mamães e futuras mamães! Nós de Tudo sobre cabelos estamos nos direcionando a vocês porque o assunto do post de hoje é gravidez, a gestação é um período maravilhoso, no qual a mulher sente um emaranhado de emoções até então desconhecidas.

Você carrega uma vida e, por isso, é uma fase que inspira cuidados, até mesmo relacionadas à tantas mudanças hormonais, uma delas se relaciona aos cabelos. Há muitas dúvidas sobre o que se pode ou não fazer quanto a tratamentos, ou, ainda, se há alterações nos fios. Vamos ver?

  1. Queda dos cabelos

Grande parte das gestantes relata queda dos cabelos, tanto durante a gravidez quanto após o parto. Mas, por que isso acontece? Durante a gestação, a queda pode ocorrer por conta das alterações hormonais (aumento da progesterona), stress, ansiedade, carência nutricional ou excesso de oleosidade.

E possível evitar a queda de cabelo

Após o parto, o efeito da anestesia pode ocasionar queda dos cabelos, assim como depressão, disfunção na tireódie, diabetes e alterações hormonais.

Nesse caso, a queda pode começar a partir do segundo mês do bebê e durar até seis meses. Se a queda persistir, você deve procurar um médico para checar se algum nutriente está faltando em seu organismo, como diabetes, vitaminas e ferro.

É considerada normal a queda ocorrida de forma uniforme e homogênea. Ao aparecer falhas no couro cabeludo, a consulta médica é urgente.

Porém, é necessário frisar que a queda varia de mulher para mulher, ao mesmo tempo em que algumas relatam perder cabelos, outras afirmam que a gestação e a lactância melhoraram seus fios, deixando-os mais bonitos.

Para evitar a queda, atitudes que podem ajudar são: evitar prender e pentear demais os cabelos, não usar tintas ou procedimentos químicos, usar shampoos adequados para seu tipo de cabelo, de preferência com fórmulas mais suaves. Se a queda já estiver acontecendo, cuide de sua alimentação, consumindo alimentos ricos em zinco e ferro, como feijão, peixe e carne.

  1. Procedimentos químicos

Informação importante que precisa ser analisada com cuidado, procedimentos como tinturas e progressivas carregam alto teor químico, com substâncias que podem adentrar na corrente sanguínea, sendo possível chegar ao bebê através do cordão umbilical.

Cabelos na gravidez

O fato é que ainda se discute muito a questão de tinturas fazerem mal ou não para a gravidez, mas, não custa aguardar até o quarto mês.

Quando o bebê estiver com sua formação adiantada, ainda assim, não são permitidas tintas convencionais, mas, apenas reflexos dourados (que não tocam no couro cabeludo) e tonalizantes livres de metais pesados e amônia.

A diferença entre eles está na composição e efeitos nos cabelos, a tintura contém amônia, oxidantes e metais pesados, sendo incompatível com outras químicas. Agressiva, age na estrutura dos fios, mudando permanentemente a cor.

Gravida

Já o tonalizante age superficialmente, depositando pigmentos na cutícula do fio, saindo após algumas lavagens.

O produto não contém amônia, o que o torna menos agressivo. Não altera a cor dos cabelos, apenas realça e dá brilho.

Quanto à progressivas e outros procedimentos mais fortes, evite, principalmente com formol.

Além do mais, a gravidez e o parto já mudam, por si só, a estrutura dos fios, outra preocupação é o desconhecimento de como os produtos que os compõem podem atingir o feto.

Consulte seu médico antes de realizar qualquer procedimento em seus cabelos durante a gravidez

  1. Hidratações

Liberadas, principalmente para os cabelos ressecados, sem nenhuma restrição, é muito comum a mudança da própria estrutura e tipo de cabelo: oleosos podem ficar secos e vice versa, por isso, adote o uso de shampoos adequados, além de produtos naturais e escova. Também são bem-vindos tratamentos de reconstrução e nutrição, as mesmas recomendações valem para o período de amamentação.

  1. Temperatura

Os cabelos estão mais sensíveis, portanto, evite o calor excessivo da água do chuveiro, secador e chapinha.

  1. Pentes e penteados

Para não quebrar seus fios, busque pentes de qualidade e adequados seu tipo de cabelo, quanto aos penteados, evite aplicar produtos fixadores, como gel e sprays. Ou, ainda, penteados elaborados que exigem que o cabelo fique apertado durante muito tempo.

Meninas, então é isso! Nossa mensagem é que curtam ao máximo esse momento lindo, cuidando da sua saúde e do bebê, ficando sempre linda, linda!

Beijos e boa sorte!

Gravidez e cabelos
Avalie este artigo

você pode gostar também