Os poderes do leave-in para os cabelos

Conheça os princípios deste finalizador e sua importância para a proteção e hidratação para suas madeixas

0

Olá, meninas lindas! Tudo bem com vocês? Quem acompanha os posts do Tudo sobre cabelos já deve ter visto as inúmeras vezes em que recomendamos a finalização de tratamentos com leave-in.

Mas, afinal, do que se trata esse produto? Quais são os benefícios para os cabelos? Como escolher o ideal para cada tipo de cabelo? Bom, vamos responder a todas essas dúvidas neste post, torcendo para que saiam verdadeiras craques no assunto!

Cabelos leave-in

O leave-in é um tipo de creme sem enxágue que pode ser usado como finalizador por ser aplicado nos fios após a lavagem. Uma das grandes vantagens desse produto é ser indicado para todos os tipos e texturas capilares, além de se apresentar em diversas versões, desde as mais fluidas até em cremes.

O leave-in oferece, instantaneamente, brilho e hidratação aos fios sem, no entanto, deixa-los pesados. Também ajuda na redução do frizz e a definir a textura dos cabelos, principalmente, no caso dos ondulados, crespos e cacheados. Mas, a grande sacada do produto é proteger os fios contra agressores externos, como frio e calor excessivos, vento e poluição.

Quais são as indicações do leave-in?

Como já comentamos, o leave-in tem, como uma de suas funções, atuar como protetor capilar. Ele forma uma película ao redor da fibra, impedindo danos contra o frio, poluição, raios solares ou vento.

Como finalizador termoativo, age como protetor térmico ao ser aplicado antes do uso do secador ou da chapinha, evitando que o cabelo fique ressecado devido às altas temperaturas destes aparelhos.

O produto é indicado para todos os tipos de cabelo. Para fios cacheados, crespos e ondulados, controla o volume, dá forma e definição, além de auxiliar na hidratação.

Cabelos lisos recebem nutrição, controle do frizz (assim como os outros) e hidratação. Quem já passou por químicas, como alisamentos e tinturas devem adotar seu uso para manter a cor dos cabelos e evitar a abertura das escamas capilares.

Quais os tipos ideais para cada caso?

Cabelos oleosos, além de adotar o uso de produtos adequados, devem recorrer à versão líquida do produto no momento de finalizar e selar os fios devido à tendência para raiz oleosa e pontas secas.

Por isso, leave-in líquidos e fluidos são mais indicados por facilitarem o processo de pentear os cabelos, protegendo contra o risco de quebra, além de proporcionar uma aparência sedosa e brilhante.

Cacheadas podem apostar nas versões cremosas, pois, essa textura possibilita maior proteção e funcionar como uma pomada que define a textura. O produto funciona como controlador de frizz, reparador e na nutrição dos fios.

Na hora de aplicar…

O produto é maravilhoso e faz milagres, mas, tem suas indicações para aplicação. Para que o resultado seja satisfatório, o leave-in deve ser aplicado no comprimento e nas pontas, sem se aproximar da raiz, evitando o excesso de oleosidade.

Também não deve ser aplicado em grande quantidade, pois, pode pesar os fios. Para que o produto seja, realmente, prático, prefira as versões que possibilitem sua aplicação em cabelos tanto secos quanto molhados.

Dessa forma, você poderá utilizar o produto sempre que necessário, seja para proteger os fios ou defini-los quando perderem a forma.

Receita de leave-in caseiro

O mercado disponibiliza uma variada gama de opções do produto, mas, claro, sempre é possível adaptá-lo para as versões caseiras. Obviamente, não poderíamos deixar de trazer algumas dessas dicas para vocês.

  1. Soro Fisiológico e Bepantol

Ingredientes: soro fisiológico, 1ml de Bepantol, vidro borrifador.
Coloque, no borrifador, a quantidade suficiente para chegar até a metade do vidro. Depois, adicione o Bepantol. Agite até misturar os dois produtos. Aplique nos cabelos secos, sem a necessidade de encharcar, modelando as mechas como preferir.

  1. Água e linhaça

Ingredientes: 1 colher (sopa) de linhaça, 1 copo de água filtrada.
Misture os dois ingredientes, levando ao fogo alto por cinco minutos. Quando levantar fervura, desligue o fogo e coe, imediatamente. Separe a parte líquida, deixando esfriar em um pote de sua preferência.

Observe que, quando o produto esfria, passa para a forma de gel. Aplique nos cabelos, modelando da forma como preferir. Obs: essa receita pode ser usada em até cinco dias, mantida em geladeira.

  1. Ervas e Bepantol

Ingredientes: um sachê de erva-doce, uma xícara e meia de água, cinco gotas de óleo de amêndoas, meia colher (sobremesa) de Bepantol, borrifador.

Cozinhe a erva-doce na água até ferver. Desligue e deixe esfriar para, em seguida, despejar no borrifador. Adicione o óleo e o Bepantol, sacudindo até misturar. Aplique nos cabelos normalmente, secos ou úmidos.

  1. Leave-in para cachos

Ingredientes: 5ml de glicerina, 5ml de Yamasterol, meia colher (chá) de azeite de oliva extra virgem, 50ml de água, borrifador.

Em um recipiente, misture o Yamasterol e o azeite, misturando bem. Adicione a glicerina e misture novamente para, em seguida acrescentar a água. Agite até que os ingredientes se misturem.

Aplique nos cabelos logo após a lavagem ou nos cabelos já secos. Juntos, os ingredientes promovem hidratação e maleabilidade. O azeite pode ser trocado por outro óleo vegetal, como o óleo de coco ou de alecrim.

Obs: a receita só pode ser usada em até dez dias, mantida em local fresco, seco e bem fechado para evitar contaminação.

E aí, meninas, gostaram das dicas? Se sentiram mais seguras para o momento de escolher seu próximo leave-in? Esperamos ter ajudado e, mais ainda, que as receitas auxiliem na proteção e definição de suas madeixas!

Beijos e até o próximo post!

Você pode gostar
você pode gostar também