No Poo e Low Poo

No post de hoje, traremos informações sobre essas duas técnicas de lavagem difundidas por moças dos cabelos cacheados.

0

Meu Deus do céu! Morri de susto com esse título! Respira, menina, que a novidade é boa! Esses dois nomes complicados, na verdade, são duas técnicas de lavagem muito usadas pelas moças de cabelos cacheados, mas, que, devido a sua eficácia, acabaram sendo adotadas por todo mundo: No Poo, Low Poo. Além de, simplesmente, lavar, esses métodos têm o objetivo de recuperar os fios ressecados e danificados.

Como surgiu?

Quem, primeiramente, falou sobre essas técnicas foi a cabeleireira Lorraine Massey, que as descreveu em seu livro “Curly Girl”. No que ela chamou de Curly Girl Method (método da garota cacheada), Massey descreve os processos como técnicas e formas de lidar com os cabelos crespos e cacheados, evitando produtos derivados do petróleo.

O que é No Poo e Low Poo?

No Poo e Low Poo são métodos mais saudáveis de lavagem, banindo ou, pelo menos, evitando ativos que trazem malefícios aos cabelos, retiram a umidade necessária e as hidratações. Ou seja, princípios que ressecam e danificam os fios. Por isso, são muito indicadas por pessoas com cabelos secos.

No Poo: significa sem shampoo. Nessa técnica, a lavagem é feita somente com o condicionador, também chamado de co-wash. Esse método deixa os fios mais limpos e hidratados.

Low Poo: aqui, o shampoo até é usado, desde que seja livre de sulfato. Isso porque o elemento é incluído nas fórmulas para promover a limpeza profunda, o que pode causar ressecamento. Essa lavagem garante hidratação e limpeza adequada, sem agressão, com a ajuda de outros componentes, como o Cocomidopropyl Betaine, que limpa os silicones solúveis e insolúveis em água.

Também é necessário que os produtos sejam livres dos derivados de petróleo, cujos componentes formam uma espécie de filme protetor nos fios que, acumulados, impedem a absorção de outros nutrientes necessários.

Como começar?

A ideia das duas técnicas é libertar seus cabelos dos derivados de petróleo, portanto, para adotar, é necessário remover os possíveis resíduos que ainda estejam neles. Isso é feito com uma última lavagem com shampoo de sulfato (livre de petrolatos). São proibidos os componentes: óleo mineral, parafina líquida, isoparafina, vaselina e petrolatos.

Se, na primeira lavagem, ainda não sentir que os cabelos estão limpos, repita o processo, aplicando um condicionador para a técnica de massagem, enxaguando em seguida. Não se esqueça de excluir o uso de finalizadores, máscaras e óleos minerais na composição. A partir daí, seus cabelos já estarão prontos para as duas técnicas. Mas, antes, certifique-se de que seus utensílios, como pentes, presilhas e escovas estejam higienizados.

No co-wash, você usa apenas o condicionador para lavar os cabelos, desde que não tenha silicone e petrolatos na sua composição. Ou seja, deve ser um condicionador liberado para o No Poo.

Aplique o condicionador nos cabelos úmidos, massageando bem com as pontas dos dedos. Depois, enxágue e seque com a toalha. Finalize como preferir (finalizadores que também devem ser liberados).

O resultado dessas técnicas é ver seus cabelos realmente hidratados. Porém, frisamos que, no início, os cabelos podem ficar pesados e sem brilho, principalmente os mistos e oleosos. Então, faça uma hidratação para que os fios se ambientem.

Mas, é bom lembrar que não é recomendado usar apenas uma das técnicas. Pelo menos uma vez na semana, use o shampoo sem sulfato para remover os silicones insolúveis que o condicionador não é capaz de tirar.

Ah, e abuse de produtos naturais para complementar sua hidratação. Óleos vegetais, como de coco, amêndoas, macadâmia, vinagre de maçã e amido de milho são super liberados e fazem um bem enorme para os cabelos.

Para te guiar, segue uma lista de opções que vocês podem analisar dentro da técnica:

  • Usar xampu sem sulfato (nem petrolato) com um condicionador liberado, não necessariamente para co-wash. A indicação é usá-la 1x/semana, independente do low ou no poo, para evitar o acúmulo de resíduo nos fios.
  • Combinar o xampu sem sulfato (nem petrolato) com um condicionar com função de co-wash;
  • Somente o co-wash;
  • Condicionador co-wash com outro condicionador indicado para low poo;

E, aqui, a listinha dos “procurados”, aqueles elementos que são abolidos das técnicas:

Petrolatos

  • Alcano (Alkane)
  • C12-20 Isoparaffin
  • C13-14 Isoparaffin
  • Dodecano/Dodeceno
  • Hydrogenated Polysobutene
  • Isododecano/Isododeceno
  • Isoparafina (isoparafin)
  • Óleo mineral (mineral oil)
  • Parafina líquida (Paraffinum Liquidum)
  • Petrolato (Petrolatum)
  • Vaselina (Vaselin)

Sulfatos

  • Sodium Laureth Sulfate
  • Sodium Myreth Sulfate
  • Sodium Lauryl Sulfate
  • Ammonium Lauryl Sulfate
  • Ammonium Laureth Sulfate
  • Sodium Trideceth Sulfate
  • Sodium C14-16 Olefin Sulfonate
  • Sodium Myreth Sulfate
  • Sodium Alkylbenzene Sulfate
  • Sodium Coco-sulfate
  • Ethyl PEG-15 Cocamine Sulfate
  • Dioctyl Sodium Sulfosuccinate
  • TEA-dodecylbenzenesulfonate
  • TEA Lauryl Sulfate

Silicones

  • Dimethicone
  • Dimethiconol
  • Phenyl Trimethicone
  • Amodimethicone

E vocês, meninas, já conheciam as técnicas? Se sim, o que acham? Já testaram? Contem pra gente!

No Poo e Low Poo
Avalie este artigo

você pode gostar também