Conheça algumas terapias capilares que ajudam contra queda de cabelo

Carboxiterapia e fototerapia são alguns dos tratamentos indicados para controlar a queda dos fios. Entenda quais outras ações podem ajudar.

0

A queda de cabelo pode ser causada por diversos motivos, entre eles estão a má alimentação, noites mal dormidas, remédios e doenças que afetam o couro cabeludo.

Porém, esse problema tem solução, basta procurar um profissional especialista, que utilizará equipamentos, medicamentos, produtos químicos ou terapias apropriadas.

Fototerapia

Fototerapia capilar
Fototerapia capilar

Segundo a fisioterapeuta da Ibramed, Michele Nishioka, a fototerapia é o mais recomendado nas situações de queda capilar. “Esse tratamento auxilia na saúde do couro cabeludo, tornando o folículo capilar mais resistente e também melhorando a circulação sanguínea da área, o que otimiza a distribuição de nutrientes, gerando fortalecimento e assim freando também o processo de queda excessiva”, argumenta em entrevista à ISTOÉ.

Michele ainda lembra que, quando resolvemos cuidar da queda capilar, necessitamos nos atentar a três etapas do tratamento. “O primeiro efeito que conseguimos ver é a redução do processo de queda dos cabelos existentes. Após isso, entramos na fase de nascimento, na qual conseguimos ver, ainda finos, os novos fios se formando. Então, entramos na última fase, que é quando esses novos fios começam a engrossar e ganhar volume”, acrescenta.

A fisioterapeuta ressalta que com a emissão dos raios de luz de cor azul e vermelha, cada qual com um comprimento de onda distinto, eles penetram na derme e impulsionam o folículo capilar. “Além disso, promove ação bioestimulante e regeneradora, o que favorece o crescimento saudável dos fios”, destaca.

Carboxiterapia e alta frequência

Carboxiterapia no cabelo
Carboxiterapia capilar

Além da fototerapia, outros dois tratamentos possuem eficácia para a queda do cabelo. Um deles é a carboxiterapia, que provoca o fluxo sanguíneo. “Considerado um procedimento de rápida aplicação, seguro e com bons resultados, consiste na aplicação injetável do gás CO2, que aumenta o fluxo sanguíneo e o aporte de oxigênio e nutrientes ao couro cabeludo, consequentemente, age fortalecendo, estimulando e acelerando o processo de crescimento capilar, além de formar uma nova vascularização na região”, afirma.

Alta frequência capilar
Alta frequência capilar

Em igual perspectiva, a alta frequência apresenta resultado semelhante, auxiliando na circulação sanguínea e fomentando a absorção de produtos tópicos. “Ela é indicada para finalizar a limpeza do couro como recurso bactericida e para cauterizar pequenas lesões no couro. Também pode ser utilizado para auxiliar na absorção de cosméticos, diminuindo a queda dos cabelos, estimulando o crescimento e a melhora da saúde dos fios”, frisa Michele.

Xampus e itens dermatológicos

De acordo com a farmacêutica e CEO Divinitè Nutricosméticos, Adriana Volpe, outros fatores podem influenciar na queda dos fios, como o pós-parto. No entanto, como as mulheres sofrem variações hormonais todos os meses, elas acabam sendo mais condicionadas ao problema.

“Falta e excesso de vitaminas, alterações hormonais, uso de medicamentos como antidepressivos, certas doenças como hipotiroidismo e anemia também são grandes causadores da queda de cabelo”, relata a farmacêutica em entrevista à revista ISTOÉ.

A profissional aconselha a ida ao médico e, em casos menos graves, aconselha aplicar os recursos em xampus e demais produtos tópicos.

“Para casos não muito severos são muito válidas as aplicações de xampus e loções de antiquedas, além da suplementação com vitaminas e até mesmo silício inteligente. Ele irá estimular a produção de proteínas como elastina e queratina, que são fundamentais para a saúde capilar, qualidade e força dos fios”, aconselha.

Veja também: Médica dá dicas de cuidados para ter antes de fazer progressiva

Deixe um comentário

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More