Como entender a numeração das tintas e tonalizantes?

Um guia para orientar na escolha das colorações tendo por base a numeração, não apenas a cor da embalagem .

0

Olá, meninas! Quando vocês vão até a loja ou farmácia para comprar sua próxima tintura, o que orienta a sua escolha? A foto ou a numeração que constam na embalagem? Quem vai na segunda opção, parabéns, é a decisão mais acertada!

Mas, quem ainda vai apenas pela cor dos cabelos ilustrados na capa precisa tomar cuidado, pois, o resultado pode ser bem diferente! Mas, entendemos que aqueles números ainda são um mistério para muita gente, por isso, trouxemos um guia rápido para entender o que dizem aqueles algarismos e acertar na escolha da sua tintura.

Por que tantos números para indicar a cor da tinta?

Então, meninas, o primeiro passo para entender aquela numeração é saber do que se tratam os números antes e depois do ponto. O resultado final da coloração vai depender da tabela de cores que apresentaremos a seguir e suas combinações.

Tinta da loreal
O primeiro número se refere à cor base da tinta ou tonalizante. Essa paleta de cores é definida segundo uma escala internacional e vai do preto ao loiro claríssimo. Ou seja, indicam o quão claros ou escuros são os cabelos. Para entender melhor, veja essa ilustração com todas as cores dispostas:

Altura do tom
O segundo número indica os reflexos ou nuances combinados à cor base. A combinação entre a nuance e a cor base dá a tonalidade que terá maior destaque no fios. Para você entender melhor, os reflexos são as cores que mais se destacarão no sol. Ou, ainda, a cor que vai “puxar” os cabelos, seja para o lado dourado, avermelhado ou chocolate, por exemplo. Veja a figura abaixo:

Reflexos das Nuances
Para exemplificar: na coloração 4.4, a tintura tem a numeração 4 (castanho médio) com nuance 4 (acobreada), ou seja, é uma tinta castanho médio acobreado. Caso a coloração repita o número referente à nuance, como 10.11, indica que o reflexo é intenso (loiro claríssimo cinza intenso, com a nuance bem acentuada).

No caso dos dois números após o ponto serem diferentes, dá-se o nome de nuance primária para o primeiro número após o ponto e secundária para o segundo. Por exemplo: 6.31 – loiro escuro com nuances douradas e reflexos acinzentados.

Se apresentar dois ou mais números antes do ponto, significa que a cor-base não é pura. Por fim, a numeração que apresenta zero após o ponto, como 2.0, não tem reflexos. São as chamadas tonalidades naturais, indicadas para aquelas que querem, apenas, tingir os fios brancos.

Como escolher a tonalidade ideal?

Para não errar na hora de escolher sua próxima tintura, a dica é analisar a cor em que seu cabelo se encontra atualmente e a que pretender obter. Nos cabelos virgens, a coloração já consegue se fixar na fibra capilar, mas, ainda assim, o resultado final dependerá da cor natural.

Por exemplo: morenas só conseguem clarear até quatro tons na primeira tintura, ou seja, não vão conseguir ficar loiríssimas logo de cara. Em cabelos com tintura prévia e intenções de atingir tons mais claros, o ideal é fazer uma decapagem, pois, tinta não consegue clarear outra tinta.

As mulheres que possuírem mais de 30% dos fios brancos e usam tinta com nuances precisarão misturar uma tintura com base zero a um reflexo para conseguir cobrir os despigmentados.

A proporção dessa mistura depende da quantidade de fios brancos, ou seja, quanto mais grisalhos, mais próximas a uma proporção homogênea essa mistura deverá ser. De qualquer forma, caso tenha dúvidas ao mudar a nuance de suas madeixas, o ideal é procurar um bom profissional.

Dicas

  1. Caso o seu cabelo tenha tendência a puxar para o amarelo, prefira tinturas com final 2, ou seja, de nuance violeta. Por si só, essa tintura consegue matizar a cor, evitando que o resultado seja um loiro amarelado. Tinturas com final .21 também são ótimas porque, mesmo tendo nuances acinzentadas, a quantidade de cinza é pequena. Mas, fuja dos tons com final 1 ou 11. O azul da composição pode resultar no cabelo esverdeado.
  2. Em cabelos que puxam para o dourado, as tinturas ideais são aquelas com finais 1, 11, 8 ou 81. As nuances cinza, azul e fumê ajudam a neutralizar o laranja. Também é interessante apostar no final 12, pois, sua nuance cinza limpa o dourado, enquanto o roxo do reflexo remove o tom amarelado.
  3. Tons perolados pedem tinturas com final 21 ou 89, que deixa reflexos acinzentados.
  4. Muito cuidado com a ordem da numeração, ela pode fazer toda a diferença! Quer ver um exemplo? Final 13 = cor fantasia mate. Final 31 = cor fantasia bege.

Para dar uma “clareada” no assunto, tomamos como exemplo os tons de loiro e vermelho publicados pela blogueira Márcia Sales. Assim, fica mais fácil ilustrar as variações de cores conforme a numeração.

 

E aí, pessoal, conseguimos esclarecer as dúvidas com relação à numeração das tintas? Vão conseguir se guiar por ela ao invés da foto da embalagem? Esperamos que sim!!! Queremos ver todas arrasando com seus cabelos “divosos” por aí!

Beijos e até a próxima!

Como entender a numeração das tintas e tonalizantes?
5 (100%) 1 vote

você pode gostar também