Barbeiro reproduz desenho de capivara no cabelo de cliente

Euller, de 26 anos, viralizou como barbeiro na internet. O jovem já criou cortes de iguana, Mickey Mouse, Homem-Aranha e de capivara.

0

Todo mundo já quis ter um corte de cabelo diferente, mais moderno e descolado. Pensando nisso, um barbeiro de Cuiabá inovou ao desenhar uma capivara na cabeça do cliente. O caso aconteceu nesta semana e ganhou bastante repercussão pelas redes sociais.

Leia mais: Estilo de unha “duck feet” faz sucesso nas redes sociais

O animal desenha é símbolo da capital e frequentemente pode ser visto pelas ruas da cidade. Parques públicos de Cuiabá também servem de abrigo para diversas capivaras.

O corte inusitado foi criação do jovem barbeiro Euller Macalister, de 26 anos. Desde os 20, o rapaz trabalha na área e sempre prezou pela criatividade e cortes diferenciados. 

A intenção com o corte estilo capivara foi chamar a atenção da cidade onde trabalha. Pelo visto, a jogada de marketing deu bastante certo. Aliás, diga-se de passagem, o desenho realmente ficou bem feito na cabeça do cliente.

Em entrevista cedida para o Portal G1, Euller disse ter usado a popularidade do animal a seu favor. “Vejo que o pessoal gosta bastante da capivara aqui na cidade, então procurei um modelo e um dos clientes se ofereceu”, contou à reportagem do G1.

Cliente de 12 anos escolheu o modelo

No caso, o cliente se trata de Miguel Lucas, de apenas 12 anos de idade. O cabelo do adolescente já estava descolorido e apresentava um tom bege. Embora seja uma cor ligeiramente mais clara que a pelagem da capivara, o desenho ficou interessante.

Miguel pediu autorização aos pais para ter o corte estilizado. Por gostar da capivara, ele aceitou a proposta do barbeiro ao ver seu anúncio na internet. 

“Postei nas redes sociais que precisava de um modelo. Um parente do menino mandou uma foto dele com o cabelo já descolorido e disse que ele topava fazer, então marcamos o dia e fizemos”. As informações e entrevista são do Portal G1.

Foram 45 minutos para concluir o desenho da capivara na cabeça de Miguel. O tempo foi o mesmo que utilizou para desenhar um iguana na cabeça de outro cliente.

Apesar do talento, Euller afirmou que nunca fez um curso e que aprendeu tudo sozinho. Ele comprou as ferramentas necessárias e começou a atender demandas originais. Os primeiros cortes diferentes foram palavras, como “pai” e “mãe”.

Depois, a ousadia foi sendo desafiada e os desenhos mais elaborados tiveram início. Ele já criou representações de Homem-Aranha, Mickey Mouse e Sonic, por exemplo.

você pode gostar também
Deixe um comentário

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More